Leitão de Negrais

Leitão de Negrais

07.03.2005

Leitão assado em forno de lenha, espalmado.

Descrição
Leitões abatidos com um peso entre 6 e 11 kg, assados em forno de lenha, com os pezinhos e as orelhas cortados,...

Leitão assado em forno de lenha, espalmado.

Descrição
Leitões abatidos com um peso entre 6 e 11 kg, assados em forno de lenha, com os pezinhos e as orelhas cortados, apresentam-se no comércio embalados em caixas de cartão.

História
Perde-se no tempo a azáfama de arranjo da leitoa assada de Negrais. Talvez nos finais do séc. XVIII já fosse possível inscrever alguns nomes dos primeiros assadores de Negrais. Manuel e António Joaquim Pacheco, Sabino, Domingos Silvestre, Caneira e Luís Feliciano são nomes sonantes dos antigos assadores. Alguns eram ao mesmo tempo assadores de leitoas, agricultores, tosquiadores de gado e cabouqueiros. Frequentavam as feiras religiosas à volta de Lisboa, tais como as de Nª Sra. do Cabo Espichel, Nª Sra. da Nazaré, Nª Sra. da Luz, Feira das Mercês, Caneças e Nª Sra. da Rocha. O leitão de Negrais está, assim, intimamente ligado às feiras tradicionais da região. Num jornal de 1921 surge uma notícia referente à Feira das Mercês, queixando-se o autor do artigo da fraca procura que o leitão tinha tido e cuja razão fora o seu preço excessivo. Em 1943, também em artigo de jornal, há referência às leitoas assadas que estavam a um preço mais acessível. Presentemente, o leitão assado está a ter grande procura, fazendo-se fila para a sua compra nas tendas que o vendem nas feiras.

Uso
Aparece em todos os banquetes de casamento, festas, romarias, feiras e mercados. ?? também um prato de luxo em todos os restaurantes.

Comentários